• Promoção da Saúde

  • Prevenção em Saúde: Meses e Cores
  • Meses e Cores
  • 04 de dezembro de 2018
  • Janeiro

    Janeiro Branco é um alerta sobre a saúde mental. A campanha visa demonstrar a importância que cuidar da saúde não significa apenas cuidar da saúde do corpo. Cuidar da mente também é fundamental para o total bem-estar e equilíbrio entre corpo e mente.

    A saúde mental é um termo usado para descrever um nível de qualidade de vida cognitiva ou emocional ou a ausência de uma doença mental.

     

    Fevereiro

    Fevereiro Roxo é o mês de conscientização sobre as doenças: lúpus, fibromialgia e mal de alzheimer. O fevereiro Laranja, por sua vez, conscientiza sobre a leucemia.

     

    Março

    O Março Azul traz o debate sobre a prevenção ao câncer colorretal. Prevenir o câncer colorretal significa evitar os fatores de risco que aumentam as chances de desenvolver a doença. Para que isso aconteça, muitas vezes, é preciso modificar os nossos hábitos. As pessoas que não tem fatores de risco identificados devem começar a fazer exames regulares aos 50 anos. Aqueles com histórico familiar ou outros fatores de risco para pólipos ou câncer, como doença inflamatória do intestino, devem conversar com seus médicos para estabelecer o início dos exames de rastreamento mais precocemente ou realizá-los com mais frequência.

     

    Abril

    Abril Verde significa a conscientização sobre a importância da segurança no trabalho. O mês também é chamado de Abril Azul para trazer o debate sobre o autismo, que tem a data 02.04 como o Dia Mundial da Conscientização do Autismo.

     

    Maio

    O Maio Amarelo reacende o debate sobre a prevenção de acidentes de trânsito.

    Já o Maio Vermelho tem por objetivo prevenir a hepatite.

    Junho

    Vermelho é a cor comemorativa do mês de junho sobre a importância da doação de sangue, que tem a data 14.06 como o Dia Mundial do Doador de Sangue. E o Junho Laranja é voltado para a conscientização sobre a anemia e leucemia.

    Julho

    O Julho Amarelo traz à tona a conscientização sobre as hepatites virais e também sobre o câncer ósseo.

    Agosto

    O Agosto Dourado é o mês de informação sobre o aleitamento materno, que, inclusive, tem os dias entre 01 a 07 de agosto como a Semana Mundial da Amamentação.

    Setembro

    Verde é a cor do mês de setembro para a conscientização sobre a doação de órgãos e prevenção ao câncer de intestino. Neste mês, a data 27 de setembro é o Dia Nacional de Doação de Órgãos e Tecidos. Outra cor para o mês de setembro é o amarelo, que tem como objetivo a prevenção ao suicídio. Setembro também recebe a cor vermelha para a conscientização sobre a prevenção das doenças cardiovasculares.

    Desde de 1º de julho de 2018, as ligações de prevenção de suicídio feitas para o Centro de Valorização da Vida através do número 188 são gratuitas para todo o Brasil. Bahia, Maranhão, Pará e Paraná foram os últimos estados a terem gratuidade através de uma parceria com o Ministério da Saúde.

    O Centro de Valorização da Vida (CVV) é uma associação civil sem fins lucrativos que trabalha com prevenção ao suicídio, por meio de voluntários que dão apoio emocional a todas as pessoas que querem e precisam conversar. Eles recebem treinamento adequado e não precisam ter formação em psicologia. Todas as ligações são sigilosas.

    Outubro

    Sendo o mês mais divulgado e conhecido por todos, o Outubro Rosa é dedicado à conscientização sobre o câncer de mama, foi criado nos Estados Unidos na década de 1990. Há 20 anos, nos Estados Unidos, foi lançada a Campanha Outubro Rosa, uma ação de conscientização e de prevenção do câncer de mama. No Brasil, a primeira ação do Outubro Rosa foi realizada em 2002 quando o Obelisco do Ibirapuera foi inteiramente iluminado de rosa. 

    Novembro

    O mês de novembro também é bastante conhecido por ser o mês azul, de combate ao câncer de próstata e ao diabetes. O mês também tem a cor dourada, em referência à conscientização sobre o câncer infanto-juvenil.

    Dezembro

    O mês de dezembro também tem mais de uma cor, o vermelho e o laranja. O Dezembro Vermelho ressalta a importância da prevenção contra a AIDS, e o Dezembro Laranja traz o debate sobre o combate ao câncer de pele.

     

    Qual a importância dessas campanhas e o que aprender com elas?

    As campanhas mensais temáticas expostas acima são um alerta para a conscientização sobre a prevenção de doenças, abertura de debates sobre cada doença, prevenção e troca de experiências com pessoas que superaram a doença.

    Em síntese, a importância de todas essas campanhas se reflete na disseminação do cuidado com a saúde e do alerta aos pequenos sintomas do corpo e da mente.

    É possível aprender com elas que, por mais que a vida atual esteja bastante acelerada, é necessário se cuidar, manter uma alimentação equilibrada, fazer exames laboratoriais e de imagens, ir ao médico com uma frequência determinada, não hesitar em fazer uma consulta após um alerta de que algo não vai bem, fazer exercícios, relaxar a mente e manter um equilíbrio em todos os aspectos da sua vida. Cuide-se bem e consulte seu(s) médico(s) quando necessário!

     

     

     

     

     

  • Leia Mais
  • Promoção da Saúde

  • Segurança como forma de prevenção fora da empresa.
  • Dicas de Segurança
  • 04 de dezembro de 2018
  • Dicas de Segurança

    Assalto em veículo

    * Estacionar em lugar movimentado e iluminado.
    * Usar sistema de alarme, chave geral e correntes na direção.
    * Evitar armas e documentos no porta luvas.
    * Ao estacionar ou parar em cruzamentos, principalmente a noite, observe pessoas suspeitas nas proximidades.
    * Som, rodas e certos acessórios despertam a atenção de marginais.
    * Evite deixar objetos de valor no interior de seu carro.
    * EM CASO DE ASSALTO, NÃO REAJA.

    Na residência

    Sistema de alarme é sempre eficaz. 
    * Não deixar luz acessa durante o dia. 
    * Um bom cão de guarda. 
    * Atender à porta após identificação prévia. 
    * Manter a porta da garagem sempre fechada. 
    * Aguardar o fechamento de portões de comando eletrônico.
    * Não aceitar a entrada de técnicos não solicitados.
    * Ao sair ou retornar da residência, observe as proximidades e se constatar a presença de estranhos, não entre.

    * À noite, deixe pelo menos uma lâmpada acessa na área de maior risco da residência (utilizar fotocélulas).
    * Manter escadas e ferramentas em lugar seguro.
    * Na perda das chaves, troque os segredos das fechaduras.
    * Ao viajar, avise parentes ou vizinhos de confiança, para que esporadicamente verifiquem a residência e façam a coleta de correspondências.
    * Oriente familiares e empregados para que não comentem com estranhos sobre os bens que a família possui tanto como seus hábitos.
    * Não dê informações por telefone para pessoas desconhecidas.

     

    No dia do pagamento

    * Lembre-se: um alvo fácil é sempre mais procurado.
    * Não comente sobre seu salário com pessoas de pouco convívio.
    * Evite a conversa com pessoas estranhas dentro ou fora do banco.
    * Nos dias de pagamento, adote medidas de segurança mais severas.
    * Observe se alguém está seguindo-o.
    * Se precisar transportar muito dinheiro, não ande sozinho, peça a companhia de parentes, amigos ou seguranças.

     

     

    No ônibus

    * Ao pagar, procure levar o dinheiro trocado ou utilizar o vale transporte.
    * Cuidado com objetos alvo dos punguistas como bolsas, carteiras, correntes, pulseiras, entre outros.
    * Evite ficar junto à porta de embarque e de desembarque, pois é o local propício para a prática de punguistas.
    * Mantenha a bolsa ou capanga na frente do corpo.
    * Não carregue muito dinheiro, nem deixe a carteira no bolso de trás.

    Em deslocamentos

    *Ao notar que está sendo seguido, procure mudar várias vezes o lado da calçada.

    * Não carregue objetos de valor, grandes quantias de dinheiro ou cartões de crédito, se não houver necessidade.

    * Evite lugares sem iluminação e com pouco movimento.

     

    Em caixas eletrônicos

    *Não revele sua senha para terceiros.
    * Em caso de dificuldade, comunique-se com funcionários do banco.
    * Observe atentamente as pessoas em atitudes suspeitas próximas ao local.
    * Evite horários e locais de maior risco.
    * Evite realizar saque de grandes quantias.

     

    Seqüestro relâmpago

    * Não reaja em nenhuma circunstância.
    * Procure obedecer todas as exigências do bandido.
    * Tente observar as características físicas, cicatrizes e marcas.
    * Peça auxílio à Polícia assim que for libertado.

    Nas escolas

    * Trate o seu filho como amigo, demonstrando seu afeto e preocupação pelo seu desenvolvimento.
    * Conheça os amigos de seu filho.
    * Ensine as crianças a pedir auxilio à polícia (pessoalmente ou por telefone) ou às pessoas conhecidas, quando perceber estranhos em atitudes suspeitas ou que estejam molestando.
    * Não aceitar balas, doces, presentes, ou brinquedos de pessoas desconhecidas.
    * Oriente seus filhos para não desviarem do trajeto casa-escola-casa, sem prévio acordo.
    * Evitar transitar utilizando jóias, tênis ou roupas caras.
    * Oriente seus filhos para que se afastem de situações perigosas, tais como: armas, acidentes, aglomerações, discussões, etc.

     

     

    Telefones úteis de Caxias do Sul

    Brigada Militar  190

    Centro de Operações da Polícia (24 horas) 54.3223.6833

    Disque Denuncia 181

    Guarda Municipal 153 ou 54.3218.6054

    Polícia Civil  197 ou 54.3221.4000

    Polícia Federal  54.3213.9000 ou 3213.9098

    Bombeiros 193 ou 54.13223.

  • Leia Mais
  • Segurança do Trabalho

  • Programa de Conservação Auditiva é grande aliado da saúde dos trabalhadores e das empresas.
  • PCA é Prevenção
  • 19 de novembro de 2018
  • Mesmo sendo doenças ocupacionais passíveis de prevenção, os distúrbios auditivos como a PAIR (Perda Auditiva Induzida pelo Ruído) seguem entre os problemas de saúde presentes em inúmeras atividades laborais. Nas últimas duas décadas, entretanto, em função da legislação voltada à Segurança e Saúde no Trabalho e ao avanço da tecnologia, que possibilita processos produtivos mais seguros e menos ruidosos, vêm crescendo nas empresas brasileiras a preocupação com esse agente de risco físico e a prevenção de suas possíveis consequências.

                Nesse sentido, o Programa de Conservação Auditiva vem sendo cada vez mais utilizado como uma importante ferramenta de gestão do ruído ocupacional. Mais do que evitar a ocorrência ou o agravamento de distúrbios auditivos e outros males, preservando a saúde e a qualidade de vida dos trabalhadores, um PCA eficaz é importante para a saúde financeira dos negócios, pois evita gastos com multas e fiscalizações e reclamatórias trabalhistas.

                O Programa de Conservação Auditiva (PCA) consiste em um conjunto de medidas coordenadas que tem por objetivo prevenir ou estabilizar as perdas auditivas ocupacionais impedindo que determinadas condições de trabalho provoquem a deteriorização dos limiares auditivos em um dado grupo de trabalhadores. O ruído é o agente ocupacional que mais freqüentemente provoca perdas auditivas, porém outras condições não podem ser desprezadas, tais como agentes químicos (solventes), radiações ionizantes, acidentes como traumatismo crânio encefálico, uso de medicamentos, viroses prévias, entre outras.

                O PCA envolve a atuação de uma equipe multiprofissional e inter-profissional, pois são necessárias medidas de fonoaudiologia, engenharia, medicina, treinamento e administração.

                A proteção coletiva (EPC) é indiscutivelmente, a melhor forma de prevenir a perda auditiva ocupacional. Entretanto para se adequar às doses ideais, os investimentos nas empresas visando à redução da geração ou transmissão inicial dos níveis de pressão sonora elevados são expressivos e com impacto evidente em sua economia. Porém esta sempre será prioridade e esgotadas as melhorias os EPIs (os Equipamentos de Proteção Individuais).

                Em decorrência disto, surge à idéia da implantação do PCA por tratar-se de procedimentos para a conservação da audição em ambientes de trabalho insatisfatórios cuja eficácia depende do controle sistemático e permanente.

                O PCA não deve substituir definitivamente o controle coletivo e sim, ambos PCA e proteção coletiva devem caminhar em paralelo até que a solução definitiva esteja implantada, ou seja, que a prevenção ideal para a perda auditiva ocupacional seja obviamente o trabalho em condições tais que os níveis de pressão sonora sejam baixos o suficiente para garantir que todos os trabalhadores, ao longo de suas jornadas de trabalho estejam protegidos.

                Além disso, funcionários saudáveis e satisfeitos, menos estressados em suas atividades laborais, sentem-se mais confiantes e se tornam mais atentos e concentrados, ou seja, mais produtivos e menos propensos a acidentes e a doença ocupacionais. Consequentemente, estão presentes e ativos em funções, o que reduz, ainda, prejuízos com absenteísmo e presenteísmo e gastos com novas contratações e treinamentos. A conservação da boa imagem, da empresa e o respeito do mercado e da sociedade são outros benefícios. 

  • Leia Mais